Se você está abrindo um pet shop e ainda tem dúvidas sobre os diferentes tipos de impostos e emissão e centralização de documentos fiscais, esse artigo é para você. Nota fiscal eletrônica, nota de serviço, cupom fiscal (SAT, PAF ou NFC-e) são alguns exemplos do que te espera ao abrir seu pet shop.

O que a gente tem a dizer é: calma, não se desespere. Leia esse post até o fim e descubra uma solução fácil e prática para emitir todos esses documentos sem erros, seguindo toda a legislação para deixar seu pet shop em dia!

Mas é claro que, antes de conhecer a solução, é importante que você tenha em mente quais são os documentos fiscais que você precisa ter em ordem no seu negócio. É por isso que separamos uma lista completinha para você não se perder, e saber direitinho quais são os documentos fiscais necessários e porque eles são tão importantes.

Vamos ver?

NF-e ou Nota Fiscal Eletrônica

A Nota Fiscal Eletrônica substitui as antigas notas fiscais em papel. Ela é usada para registrar a venda de produtos do seu pet shop – e consiste em uma planilha XML, transmitida diretamente do seu pet shop para a SEFAZ (Secretaria da Fazenda) do seu estado.

Essa planilha contém três informações básicas para a nota fiscal: informações do seu pet shop (como CNPJ, razão social e endereço); informações do seu cliente (como CPF, nome e endereço); e informações sobre os produtos vendidos, como código de barras, descrição, quantidade, código NCM, alíquota de ICMS e valor de venda.

Muitos pet shops não se atentam à necessidade de emitir NF-e mas, é preciso ter mente: mesmo que o nicho de mercado atendido pela empresa não exija Nota Eletrônica para pet shops, ela é necessária quando há a necessidade de devolução de mercadorias ao fornecedor ou qualquer outra transação entre pessoas jurídicas.

Importante mencionar: para que o SEFAZ saiba que a NF-e foi emitida pela sua empresa, ela possui um certificado digital que garante sua autenticidade.

PAF / ECF – Emissor de Cupom Fiscal

Além da Nota Fiscal Eletrônica, cada pet shop precisa ter ao menos um Emissor de Cupom Fiscal – dependendo da legislação de cada estado. Algumas variáveis definem o uso obrigatório do cupom fiscal, como por exemplo o faturamento ou uso de equipamentos informatizados (como balança ou o próprio computador). Se você ainda não sabe o que ele faz, a gente explica: trata-se de uma impressora fiscal lacrada (no caso de Santa Catarina) por uma empresa indicada pela SEFAZ do seu estado, com memória fiscal atrelada ao CNPJ do seu pet shop.

Esse modelo já até foi substituído pelo NFC-e (Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica), por não utilizar conexão com a internet. Portanto, precisando ser feita a declaração das operações pelo contador, por meio dos relatórios de vendas emitidos pela impressora.

Importante frisar: para emitir o cupom no seu pet shop, é necessário adquirir um sistema emissor de cupons fiscais e, claro, a impressora credenciada.

SAT ou SAT/CF-e – Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos

O SAT, opção do SEFAZ em São Paulo, vem substituindo os emissores de cupons fiscais desde o fim de 2014. Ele foi criado para fiscalizar as vendas de forma eletrônica – não requer conexão full time à internet para que funcione, podendo realizar uma transmissão dos dados fiscais periodicamente para a SEFAZ.

Neste caso, também é necessário pelo menos um aparelho por pet shop, dependendo do número de caixas.

NFC-e – Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

Para quem não sabe, a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica foi criada para substituir a Emissora de Cupons Fiscais e reduzir os custos das empresas – pois ela depende de impressoras fiscais, que são mais caras e da homologação da Secretaria da Fazenda.

Novidade: contribuintes do estado de Santa Catarina já podem emitir NFC-e.

Na NFC-e, todos os dados das vendas são enviados para a SEFAZ, – que permite consultar as informações a qualquer hora, em qualquer lugar. Ela oferece mais segurança e agilidade para o Fisco e também para seu pet shop. Apesar de ser semelhante a NF-e, ela possui informações e regras diferentes e, portanto, seu negócio é obrigado a emitir os dois documentos ao mesmo tempo.

A NFC-e para pet shops exige um certificado digital no padrão ICP Brasil, que é vinculado ao CNPJ da sua empresa. Por isso, seu pet shop precisa estar conectado para emitir a NFC-e – tendo em vista que a transmissão dos dados é simultânea. Além disso, é necessário que seu pet shop esteja cadastrado no SEFAZ como emitente e com sua inscrição estadual em dia. Anotou?

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica

A nota fiscal de serviços eletrônica, também conhecida como NFS-e, é o documento digital que passa a substituir as tradicionais notas de serviços impressas, sabe? Essa nota geralmente é emitida acessando o site da prefeitura.

Portanto, ela funciona da mesma forma que uma nota fiscal – no entanto, ao invés de ser produto, é referente ao serviço prestado pelo seu pet shop ou clínica veterinária (banho, tosa, consulta, etc).

Ela é importante para registrar todos os serviços prestados pelo seu negócio, materializando os fatos geradores do ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza), através do controle digital dos valores sujeitos à tributação do ISSQN.

A diferença entre a Nota Fiscal de Serviços e as demais notas é que, ao invés de ser regulada pelo Governo Federal, as notas fiscais de serviços são reguladas pela prefeitura da sua cidade. Desta forma, cada município tem suas especificações para realizar a emissão!

O Dr. Snoopy pode ser integrado com todas as prefeituras do Brasil e, desta forma, você economiza tempo e, quando configurado de forma correta, sua empresa vai pagar somente o imposto justo. Legal, né?

Saiba como facilitar a centralização de documentos fiscais

Agora, você está pensando em abrir seu pet shop ou buscando entender como facilitar sua rotina com a centralização de documentos fiscais. E a gente está aqui para isso! Se você gasta muito tempo com a emissão desses documentos: preste atenção no que vamos te apresentar!

Com um sistema de gestão completo, seu pet shop pode descomplicar todos esses processos e economizar tempo e dinheiro com tributos lançados errados, que podem gerar multas altíssimas do FISCO.

É por isso que te apresentamos o sistema Dr. Snoopy – o único sistema online que emite nota fiscal de serviços, nota fiscal eletrônica e cupom fiscal homologado em todos os estados. Tudo isso em um sistema completo, que além de simplificar a gestão do seu pet shop, simplifica a emissão de todos os documentos fiscais necessários!

Novidade: o Dr. Snoopy consegue detectar pelo cadastro do produto, qual o tipo de documento fiscal que sua empresa precisa emitir. Desta forma, você não precisa mais acessar o site da prefeitura para emitir as notas de serviço, nem ficar separando produtos de serviços.

Clique aqui e saiba como centralizar a emissão de todos os documentos fiscais do seu pet shop e evitar qualquer problema! Spoiler: você pode fazer um teste grátis de 7 dias!

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *